domingo, 20 de abril de 2014

Pontezinha será a primeira comunidade a receber ações do Programa Nosso Bairro

Pontezinha01_RandyAugusto
A comunidade de Pontezinha, no Cabo de Santo Agostinho, será a primeira a receber o Programa Nosso Bairro – É a Prefeitura Cuidando da Gente. As ações vão acontecer a partir do dia 28 e vão se concentrar no pátio da Igreja Nossa Senhora Rainha da Paz. Durante vários dias as secretarias estarão levando diversos serviços a toda população. O programa é uma iniciativa da Prefeitura Municipal e tem o objetivo de aproximar ainda mais a população dos serviços que já são oferecidos pela gestão.
De acordo com o secretário de Governo e coordenador do programa, Luiz Pereira, a determinação do prefeito Vado é que este programa chegue a todas as localidades do município da área urbana e rural.
O Nosso Bairro vai oferecer serviços que vão desde sociais com emissão de documentos e cadastro em programas a serviços públicos como limpeza de canais, desobstrução de galerias, retirada de entulhos, varrição, capinação, reparos na iluminação pública, pintura de meio-fio e outros. Além disso, será feito um mutirão de saúde com atendimento médico, consultas, aferição da pressão arterial, teste de glicemia, vacinação e ainda palestras, atividades esportivas, culturais, de lazer e lúdicas para a garotada.
Texto: Loyane Farias – Secom/Cabo

Paixão da Ponte mantém tradição e emociona público

Desde a década de 50, o espetáculo Paixão da Ponte, encenado no Cabo de Santo Agostinho, vem emocionando milhares de pessoas contando a história de vida e morte de Jesus com um texto diferenciado. Este ano, o sucesso se repetiu. Nessa quinta-feira e sexta-feira à noite (17 e 18/04), o Centro Social Urbano (CSU) do distrito de Ponte dos Carvalhos foi palco de mais uma apresentação da peça, que contou com 50 autores, 30 figurantes, 40 técnicos e 5 cenários. O evento foi gratuito.
Paixao da Ponte - Foto Joao Barbosaa (6).JPGO espetáculo tem texto adaptado de Dom Hélder Câmara e Padre Geraldo Leite Bastos. A iniciativa é da Sociedade Teatral e Cultural Nação do Divino, e conta com o apoio da Prefeitura Municipal, Fundarpe e Secretaria Estadual de Cultura. O prefeito Vado da Farmácia prestigiou a primeira noite da Paixão. “É um prazer como prefeito apreciar este espetáculo que relembra o significado da Páscoa”, declarou. “A prefeitura faz questão de apoiar esse tipo de iniciativa”, comentou.
Nos anos 70, a Paixão da Ponte foi censurada pelo Governo Militar, retornando só em 1988. De acordo com o diretor do espetáculo, Wedson Gomes, o objetivo maior do evento é levar o evangelho para população, ensinando as histórias bíblicas. “Embora com muito sacrifício e passando por vários processos difíceis, no final de tudo vejo como é gratificante tudo que a equipe fez, é uma felicidade imensa ver o resultado final de nossos trabalhos”, relatou.
Paixao da Ponte - Foto Joao Barbosa(30).JPGPara o ator Joan Artur, que interpreta o personagem principal, Jesus, é uma satisfação enorme atuar em uma espetáculo de referência social muito grande com texto que na época da ditadura foi censurado. “É uma história grandiosa. Em contra partida, através desse espetáculo também estamos evangelizando para população”, disse. “Este é um espetáculo muito bonito que nos ensina algo bíblico do propósito de Jesus vir à terra”, falou  a dona de casa Eline Soares de Albuquerque, 24.
INCLUSÃO SOCIAL – O espetáculo este ano conta com um diferencial com a participação de cadeirantes nas encenações (na cena do Monte) e também foi montado no local um camarote da acessibilidade, garantindo os direitos das pessoas com deficiência e promovendo a inclusão social no acesso aos grandes eventos no município.
Paixao da Ponte - Foto Joao Barbosa 20.jpgSegundo o presidente da Associação Amigos Deficientes do Cabo (AADC) e conselheiro da pessoa com deficiência do Cabo, Márcio Alexandre de Moraes, é emocionante participar pela primeira vez desse espetáculo. “Isso é um grande passo, uma grande oportunidade.  Além de tudo, também temos uma intérprete de libras para auxiliar as pessoas com deficiência auditiva”, contou.
Para Sandra Maria, 38, mãe da Vitória Rafaela, 16, é muito gratificante ver esse tipo de  preocupação para com as pessoas com deficiência. “Eu como mãe me preocupo muito e fico feliz em poder trazer a minha filha”, comentou.
SEGURANÇA – No local o público que acompanhou a apresentação do espetáculo pode contar com a Guarda Municipal, policiais Civis e Militares, além de uma ambulância com atendimento médico para casos de emergência.
 Texto: Gesla Ferreira – Secom/Cabo

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Prefeitura decreta ponto facultativo nesta quinta-feira

Assim como fez o Governo do Estado, a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho decretou ponto facultativo, nesta quinta-feira (17/04), nas repartições públicas municipais e entidades da administração indireta municipal, através do decreto N°1.178. Nas outras datas comemorativas religiosas que ainda fazem parte da celebração da Semana Santa, Sexta-Feira da Paixão (18/04) e segunda-feira (21/04), Dia de Tiradentes, também não haverá expediente, já que são feriados nacionais estabelecidos por Lei Federal.
De acordo com o secretário de Administração e Recursos Humanos, Gilson Cabral, vão funcionar, apenas, as atividades emergenciais e essenciais, como atendimentos médicos de urgência 24 horas, limpeza urbana e os serviços referentes à segurança patrimonial.
Texto: Loyane Farias – Secom/Cabo

Município intensifica Operação Cinquentinha nos bairros da cidade

Visando intensificar a fiscalização do uso irregular das motos cinquenta cilindradas, agentes da Guarda Municipal do Cabo de Santo Agostinho realizaram nessa terça-feira (15/04) mais uma “Operação Cinquentinha”. Dessa vez a ação chegou aos bairros de Pontezinha, Cohab e Centro. A operação, que contou com cinco agentes do Grupamento de Ações Táticas Motorizadas (Gtam) e nove agentes de trânsito, foi coordenada pela Secretaria de Defesa Social, por meio da Gerência de Trânsito e Transporte.
Operacao_Cinquentinha_RandyAugusto03Durante a blitz, os agentes abordaram diversos condutores. Dentre os que apresentaram irregularidades estavam os menores de idade, os que estavam sem a documentação do veículo e os que não faziam o uso dos equipamentos obrigatórios, como capacetes e retrovisores. Foram apreendidas as motocicletas com motor e escapamento adulterados. Ao todo, a guarda realizou 57 abordagens e 25 apreensões. 27 dos abordados apresentaram situação de regularidade de foram liberados. Os veículos apreendidos foram conduzidos à Secretaria de Defesa Social do Município, onde poderão ser retirados pelos proprietários mediante regularização.
O objetivo da ação é coibir o uso irregular das denominadas “cinquentinhas”, prática que tem gerado desconforto à população e provocado diversos acidentes. Segundo o comitê de prevenção de acidentes de moto do Governo do Estado, só este ano o número de acidentados com ciclomotores já passam dos 20.
Operacao_Cinquentinha_RandyAugusto05A vendedora Paula Valéria, 32 anos, destacou que acha importante a iniciativa. “Gostei desse trabalho, espero que continue, além de ter muitas crianças pilotando tem também os vários assaltos realizados com essas motocicletas”, disse.
O artigo 129 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) diz que a regulamentação do uso das motos cinquentinhas é responsabilidade dos municípios. Na cidade do Cabo, uma legislação que regulamenta a atividade está sendo criada. “Nossa tarefa é fiscalizar e é por isso que estamos dando continuidade a esse trabalho. Queremos que a população se conscientize e passe a fazer uso desses veículos com mais responsabilidade e de modo regular”, enfatizou o gerente de Trânsito e Transporte, Ecivaldo Oliveira.
Texto: Jaqueline Mota – Secom/Cabo
Fotos: Randy Augusto

terça-feira, 15 de abril de 2014

Paixão de Ponte acontece nos dias 17 e 18 deste mês Será Transmitido Pela Radio Ponte FM


paixao de ponte
O município do Cabo de Santo Agostinho será palco da tradicional Paixão da Ponte nos dias 17 e 18 deste mês. O espetáculo será montado no Centro Social Urbano (CSU) do distrito de Ponte dos Carvalhos, a partir das 20h, e conta a história de vida, morte e ressurreição de Jesus, com um texto adaptado de Dom Hélder Câmara e Padre Geraldo Leite Bastos. A iniciativa é da Sociedade Teatral e Cultural Nação do Divino, e conta com o apoio da Prefeitura Municipal, Fundarpe e Secretaria Estadual de Cultura. A entrada é gratuita.
Este ano, a Paixão da Ponte contará com 30 atores, 90 figurantes e cinco cenários. Para o diretor do espetáculo, Wedson Gomes, a novidade deste ano é a cena da ressurreição, que será montada em um lugar inesperado e promete emocionar o público, além de contar com a participação de cadeirantes na cena do “Sermão da Montanha” e um intérprete de libras. No lugar das tradicionais mensagens bíblicas do calvário, a peça, que surgiu nos anos 50, faz uma crítica às injustiças presentes no cotidiano da população. Realidade social e a vida de Cristo são comparadas durante toda a peça. Nos anos 70, o espetáculo foi censurado pelo Governo Militar, sendo reativado só em 1988.
“Esperamos cerca de 40 mil espectadores nos dois dias de espetáculo, que tem o objetivo de evangelizar através da arte cênica. Estamos ensaiando desde janeiro para garantir ao nosso público a valorização da fé cristã a todos os cabenses, independente da religião”, frisou o diretor.
Texto: Samantha Rúbya – Secom/Cabo

Guarda Municipal do Cabo comemora 63 anos com torneio de futebol e homenagem

Aniversario da guarda municipalFoi com muita alegria que a Guarda Municipal do Cabo de Santo Agostinho comemorou, neste sábado (12/04), seu aniversário de 63 anos. Para festejar, houve um campeonato de futebol envolvendo guardas do município, de sete cidades vizinhas e de outras, no estádio Gileno de Carli, além de homenagens e almoço, no Clube da Destilaria.
A festa começou com a disputa amistosa de futebol formada por equipes do Cabo, Olinda, Igarussu, Camaragibe, Água Preta, Escada, São Lourenço e Recife. Em seguida, no Clube, houve uma homenagem póstuma a Francisco de Assis Gomes, popular Chico, antigo membro da guarda do municipal e pai do atual prefeito da cidade, Vado da Farmácia, que recebeu a dedicatória e parabenizou a guarda pelo trabalho que vem sendo desenvolvido.
Aniversario da guarda municipal5Na ocasião, o prefeito destacou que a existência da guarda municipal é vital para o bem estar de uma localidade e se disse muito satisfeito pelos serviços prestados e pela homenagem feita a seu pai. “A guarda do Cabo é uma das melhores do estado. Temos estrutura e profissionais qualificados. Esses profissionais são essenciais para o perfeito funcionamento da cidade. Quanto à homenagem ao meu pai, eu fico lisonjeado, pois ele merece, por ter sido um homem de fibra que sempre lutou para dar o melhor para minha família”, destacou.
Aniversario da guarda municipal4De acordo com o comandante da Guarda Municipal do Cabo, Ozias Carvalho, o incentivo recebido pela prefeitura vem sendo fundamental para que a corporação venha conseguindo alcançar esses resultados tão expressivos “Agradecemos ao prefeito Vado da Farmácia pelo apoio. Nunca antes tínhamos recebido tanta atenção e apoio por parte do governo municipal. Os resultados que estamos conseguindo são graças a esse apoio. Melhoramos as rondas, fiscalizamos o trânsito e zelamos pelo patrimônio da cidade, além de sermos uma guarda amiga, sempre à disposição da sociedade cabense”, finalizou.
Aniversario da guarda municipal3Fundada em 15 de fevereiro de 1951, a guarda do município vem atuando em diversas áreas em benefício dos cabenses. Hoje, são 312 profissionais, tendo a função de proteger o patrimônio da cidade, fiscalizar o trânsito, fazer rondas constantes nos bairros, além de ser parceiros da Polícia Militar no combate à violência.
Texto: Otávio Alves – Estagiário da Secom/Cabo
Fotos: Randy Augusto

Indústria naval deverá criar mais 20 mil empregos até 2017





Em seu discurso, presidente Dilma Rousseff reforçou os investimentos do Governo Federal no Porto de Suape.
Em seu discurso, presidente Dilma Rousseff reforçou os investimentos do Governo Federal no Porto de Suape. "Investimos R$ 1 bilhão em dragagem e na construção de novos terminais dentro do complexo."
presidente Dilma Rousseff afirmou durante discurso de lançamento do navio Dragão do Mar, que ganhou as águas do Oceano Atlântico nesta segunda-feira (14), que a indústria naval brasileira irá criar cerca de 20 mil novos empregos até 2017. Segundo ela, o saldo atual do setor é de 80 mil vagas de trabalho, número que passará dos cinco digítos (100 mil) nos próximos anos. 

"Nós já multiplicamos os empregos por 10 nos últimos 10 anos. Em 2003, a indústria naval gerava cerca de 8 mil empregos e hoje está perto de 80 mil. Isso é algo que um país não pode abrir mão. Uma nação que leva em consideração a demanda da sua população por trabalho não pode ignorar esse crescimento. Eu tenho muito orgulho dessa cadeia que construímos. A Transpetro contrata, o governo federal financia e o Estaleiro Atlantico Sul (EAS) constrói. Dessa forma, estamos consolidando esse setor no Brasil", explica.

Na sua fala, a presidente detalhou a forma como o seu governo tem investido na indústria naval e na política da compras nacional. "Nós reconstruímos essa indústria primeiramente porque mudamos a política de compras do Brasil. Agora, a gente pode comprar fora para construir aqui. Muita gente não sabe, mas já fomos a segunda maior indústria naval do mundo. Só que os governos não investiram nisso e houve uma grande derrocada no setor. Não havia incentivo, nem políticas de compra. Ao mudarmos essa regra, garantimos nossa produção e, hoje, 10 estados da federação têm estaleiros ou plantas que dão sustentação a indústria naval", reforça.

A presidente ressaltou também que, além dos estaleiros Altântico Sul e Promar, o Complexo Portuário de Suape está aumentando sua capacidade de receber cargas com incentivos federais. "Estamos investindo R$ 1 bilhão em obras de dragagem e construção de terminais. Vamos expandir esse porto. Pernambuco nem tinha indústria naval e hoje é um estado que se destaca, tendo ainda a Refinaria Abreu e Lima e outros grandes investimentos. E foram esses incentivos que viabilizaram a localização da indústria automobilística (fábrica da Fiat) aqui. Ao longo da história, o Nordeste sempre ficou em segundo plano. Não no governo do presidente Lula, nem no meu governo."

Dilma continuou o discurso enfatizando que tem muito orgulho dos trabalhadores de Ipojuca. "Sei que as pessoas aqui têm diversas origens. Temos açougueiros, faxineiras, cortadores de cana que hoje são profissionais da indústria naval brasileria. Indústria que nós precisamos para nos transformar cada vez mais em um país rico e não exportar para fora do Brasil o que temos de mais sagrado, que é o emprego das famílias. Todo nosso esfoço é para criar oportunidade para os brasileiros e nos próximos três anos, vamos continuar criando."